Clube do Livro

Ao se associar ao clube do livro você recebe um livro por mês, escolhido entre lançamentos,  com uma mensalidade que é muito menor que o preço de capa. Você ajuda a manter o GEEC e escolhe entre a modalidades existentes: Romance, Estudo, Alternado ou Infantil.

Romance ditado pelo espírito Schellida


Bernardo e Ágata possuem uma família bonita e harmoniosa no Rio de Janeiro. Os cinco filhos, bem criados, já são adultos e seguem suas vidas: Alex, Hélder, Sofia e Valéria e Flávio. Sofia, bem-sucedida arquiteta, tem a vida que sempre sonhou, porém é enganada por pessoas nas quais confiava e perde tudo. Valéria se tornou vítima de humilhações, desrespeito e agressões físicas, depois que decidiu morar junto com o namorado, Everton. Duas irmãs iludidas, que não conseguem reassumir o controle de suas vidas. Mediante esforços dos encarnados, com a colaboração da família e companheiros de jornada, os amigos espirituais mobilizarão energias para ajudar e fazer com que os obsessores, que acompanham as irmãs, não consigam atingir seus objetivos destrutivos.

 

“Os animais são nossos irmãos menores que devem caminhar juntamente conosco. Têm os seus direitos à vida, meio ambiente, liberdade e respeito.”

Com esse pensamento cheio de amor pelos animais, Rodrigo Cavalcanti de Azambuja procede a um estudo minucioso em diversas obras importantes, espíritas e não espíritas, acerca desse assunto tão fascinante. E então expõe seu ponto de vista, como homem e como profissional da medicina veterinária, sobre os mais diversos aspectos relacionados aos animais e ao nosso convívio com eles.

 

 

O medo, junto com seus parceiros diletos, a ignorância e a preguiça, além de constituir um entrave para a felicidade nesse plano de existência, caracteriza-se como a mais terrível das prisões, aquela que retém a todos. Este trabalho oferece ferramentas oferecidas pelo espiritismo e especialmente por Jesus em suas parábolas, para combater esse sentimento que tende a levar a um estado de paralisia espiritual.

Alcebíades, o Ventania, era ainda um bebê quando foi abandonado na rua, dentro de um cestinho. Encontrado por uma indigente idosa, é por ela criado até os seis anos de idade. Órfão novamente, aos oito anos é atropelado e morto em plena via pública.

 Resgatado pelos ‘anjos do asfalto’, espíritos que se encarregam de atender as inúmeras vítimas de acidentes fatais que acontecem todos os dias na Terra, Ventania se vê, então, surpreendido ao constatar que no mundo espiritual, para onde foi levado, existe toda uma organização onde ele terá oportunidade de estudar.

Joanna de Ângelis, baseada nas vigorosas lições de Jesus e nas sábias diretrizes do espiritismo, discorre a respeito de um tema relevante: as causas justas das aflições, advindas da prática irrefletida do mal. Considerando que não existe o mal em si nem tampouco tenha sido criado por Deus, sua presença na vida do indivíduo deve-se tão somente à infração às leis de Deus. Aborda ainda outros aspectos de interesse geral: a comprovação da nossa imortalidade, a terapia do perdão, a lei da reencarnação, dentre outros, salientando a importância do despertar do Espírito, rumo ao caminho da libertação dos fatores que medram o sofrimento. Ressalta o poder curador do amor, sintetizado na prática constante da amizade, da compreensão, da ajuda mútua e do respeito, que deve reverenciar a incessante obra da criação, erradicando o egoísmo e o orgulho

Página 1 de 3