ADS - Agência de Desenvolvimento Sustentável

Sabendo das carências e necessidades da cidade, o GEEC decidiu recriar a Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADD) de Divinópolis. Essa Agência se encontrava desativada desde 1996 e ressurge, agora, com a missão de retomar o plano estratégico de desenvolvimento econômico da cidade.

A Agência trabalha com uma “Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de Divinópolis”, em que se destacam temas para amplo debate com a comunidade e tomada das primeiras decisões relevantes. Essa Agenda contempla, além de Divinópolis, os municípios de Carmo do Cajuru, Igaratinga, São Gonçalo do Pará e São Sebastião do Oeste, por configurarem o chamado Quadrilátero do Pará.

A Agência de Desenvolvimento de Divinópolis é constituída por cidadãos comprometidos com o amplo desenvolvimento sustentável da cidade e região, independente de vinculações político-partidárias, religiosas, institucionais e quaisquer outras. Assim como o GEEC, a ADD está aberta ao intercâmbio de ideias e ao livre trânsito do conhecimento.

Entre os objetivos da ADD, destacam-se a criação e execução de planos, programas, projetos e atividades focadas no desenvolvimento sustentável de Divinópolis e região. Para isso, a Agência lança mão de parcerias e convênios com agentes públicos e privados e de difusão, comercialização e distribuição gratuita de produtos e serviços que possam contribuir para o objetivo maior da Agência, que é promover o desenvolvimento da cidade e região. Entre as parcerias já firmadas estão CEFET, UEMG, Pitágoras e UFSJ.

Inicialmente foram criados os seguintes comitês técnicos consultivos: Economia e Agronegócio, Economia Acompanhamento e Análise de Conjuntura / Base de Dados, Economia e Ciências da Vida, Economia Criativa, Economia: Cultura, Desportos e Lazer, Economia e Marcos Regulatórios, Economia e Logística,  Economia Urbanização  e   Meio Ambiente. Esses comitês visam criar, desenvolver e efetivar projetos produtivos e de negócios; captar investimentos para o município e monitorar e avaliar qualitativamente.

Reuniu-se dia 10/05 a equipe GEEC/ADS, Prefeitura de Cajurú e Empresário do ramo de Infraestrutura para prospecção de negócios e investimentos para as cidades do Vale do Pará.
Na foto da esquerda para direita – João Ferreira – Empresário, Edson Vilela – Prefeito de Carmo de Cajuru, Jussara Machado – Diretora da CCFB-MG, Celson Pereira– professor, José Elísio – Diretor ADS, Jomar Gontijo – Presidente GEEC

 

Reunião da ADS
Reunião da ADS

WhatsApp Image 2017 03 30 at 10.57.42Em divulgação realizada no Jornal Agora, de Divinópolis, foi noticiado que o membro do GEEC, Ralfe Ferreira assume uma das diretorias do grupo americano que adquiriu cinco laboratórios brasileiros. Segundo a publicação, a fusão deverá ser anunciada oficialmente em junho.

Ralfe Ferreira é um dos especialistas responsáveis pela elaboração da Agenda de Desenvolvimento Sustentável, documento que apresenta os principais problemas e propostas de soluções para Divinópolis e região no âmbito econômico e ambiental. A Agenda vem sendo discutida com órgãos públicos e entidades privadas da região.

Em reunião realizada no dia 02 de março, o presidente do GEEC, Jomar Teodoro Gontijo, juntamente com membros da Agência de Desenvolvimento Sustentável de Divinópolis e Quadrilátero do Pará, apresentou e discutiu o documento com representantes do alto escalão da Prefeitura Municipal de Divinópolis.

A Agenda de Desenvolvimento é um documento elaborado por especialistas em diversas áreas que apresentam dum diagnóstico da realidade socioeconomica da cidade e região do entorno, bem como soluções para os diversos problemas e gargalhos identificados como elementos que entravam o desenvolvimento da região.

"A prefeitura e os demais órgãos públicos são parceiros importantes para que possamos desenvolver as ações necessárias para retomar o desenvolvimento de nossa cidade. Precisamos de ajuda para sanar os gargalos que impedem a cidade de crescer e desenvolver todo o seu potencial econômico, social e ambiental. Estamos com boas expectativas quanto ao retorno que teremos com este trabalho junto a figuras e órgãos públicos, empresas e entidades", comenta Jomar Teodoro Gontijo, Presidente do GEEC.

 

PrefeituraADD1   PrefeituraADD2   PrefeituraADD3  

ADD1Em encontro realizado no dia 27 de março de 2017, o presidente do GEEC, Jomar Teodoro Gontijo apresentou e discutiu a Agenda de Desenvolvimento Sustentável com o Deputado Federal Domingos Sávio.

A Agenda é um documento elaborado por profissionais e estudiosos de diversos setores produtivos e acadêmicos e apresenta um panorama da realidade econômica e ambiental da cidade e região. A Agenda propõe também posADD2síveis soluções para os vários problemas identificados.

"O GEEC atua sempre em parcerias com a iniciativa privada e o poder público. Por isso, fazemos questão de apresentar e discutir a Agenda de Desenvolvimento com todos os potenciais parceiros que possam nos ajudar a viabilizar as soluções que precisamos para a cidade e a região. O deputado Domingos Sávio é um desses parceiros, com quem vamos contar para promover o amplo desenvolvimento que nossa região merece e precisa", explica Jomar Teodoro Gontijo, Presidente do GEEC.

     

 

   

 

       

Agenda - Versão 1.3 - incluído texto sobre turismo

Introdução

A Agência de Desenvolvimento Sustentável, antiga Agência de Desenvolvimento de Divinópolis, é um segmento do Grupo de Educação, Ética e Cidadania – GEEC – instituição privada, sem fins lucrativos. Ela reúne um corpo técnico de voluntários, constituído por profissionais liberais, sindicalistas e empresários, neste momento, dedicados à construção de uma Agenda, visando propor e coordenar esforços, para a geração de emprego e renda no âmbito do Município e de seu entorno. A Agência apoia e participa da iniciativa das demais entidades que propõem execução de um Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico para Divinópolis.

A Agência de Desenvolvimento Sustentável de Divinópolis – ADS – propõe a discussão e a construção de uma nova agenda econômica para o Município, envolvendo seus agentes públicos, empresários, e trabalhadores contendo propostas, ações e intervenções de curto prazo – quatro anos – e de médio prazo – 20 anos.. 3

 

Clique aqui para visualizar ou baixar o estudo no formato pdf

   18

Página 1 de 2